Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Só mesmo Dedé e Gonga/Pra atrair tanta gente!

DEDÉ E GONGA MONTEIRO ATRAEM MULTIDÃO PARA LANÇAMENTO DE LIVROS


Depois de Afogados da Ingazeira e São José do Egito, aconteceu neste dia 28 o Lançamento dos livros: " Meu Quarto Baú de Rimas "( Dedé Monteiro) e "Vida e Versos ( Gonga Monteiro)na cidade de Tabira.
A Churrascaria " O Nogueirão II" ficou lotada com o público que foi prestigiar o evento. A fila de autógrafo dod livros permaneceu toda a solenidade de lanaçamento. Era um público sedento por poesia, que aplaudido a cada verso dito no palco! Um dos maiores eventos realizados até hoje no nosso município! Um show de cultura, de verso, de poesia... Um desfile de poetas no palco encantando o público!

Parabéns, Tabira! Parabéns Poetas!



sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

DEDÉ E GONGA MONTEIRO LANÇAM LIVROS HOJE À NOITE


Hoje, às 20horas, na Churrascaria "O Nogueirão" haverá o lanaçamento do Livros: " Meu Quarto Baú de Rimas" do poeta Dedé Monteiro e "Vida e Versos" de Gonga Monteiro!
O livro já foi lançado em Afogados da Ingazeira e São José. Dia 05, o livro será lançado na cidade de Tuparetama.





sábado, 22 de janeiro de 2011

Jovem Poetisa...

Mariana Teles: semente da poesia pajeuzeira


Engano


Uns foram puros, outros pecadores
Do mais antigo, ao mais recente
Uns que chegaram carregando dores
Outros,que deixaram dores de presente


Alguns passados que hoje tristemente
Eu os cultivo entre os ''traidores''
No verso antigo,no buquê de flores
A prova viva que quem jura mente


Alguns reais, outros fantasias
Uns duraram anos, outros poucos dias
E todos levaram um pouco de mim


Partiram todos os que eu julguei
Amar,mas no fundo eu não os amei
Todos começaram na hora do fim
                  ( Mariana Teles)

Mariana Fernandes Teles, é o nome de ''pia'' da jovem poetisa Mariana Teles, nascida em São José do Egito aos 13/04/1994.
 Residente em Tuparetama-PE, é filha do poeta repentista Valdir Teles com a artesã Maria Elza. Desde pequena cresceu escutando o pinho da viola gemer nos arredores da sua casa comprovando a teoria determinista '' O homem como produto do meio ''. Aos seis anos de idade já desenvolvia suas proprias estrofes .


Hoje,aos 15 anos, concluindo o ensino secundarista a jovem que pretende cursar direito,seja na prosa ou no verso consegue ir além das imagens,falar de dores,revoltas,com a grandiosidade de qualquer gênio e o olhar puro de uma menina.

Batizada nas águas do lendário pajéu,Mariana traz a arte correndo solta nas veias,a genialidade do pai no improviso e o toque final da mãe numa peça qualquer,filha caçula da prole do poeta, veio laçar a tríade de gênios da casa do cantador .


Bem longe do meu Sertão...


Passando alguns dias em São Paulo para visitar familiares, tive a oportunidade de visitar alguns espaços importantes de lá. Um dos sonhos era conhecer o Museu da Língua Portuguesa situado na Estação da Luz.
Gente! É fantástico!

Inaugurado oficialmente no dia 20 de março, o Museu da Língua Portuguesa abriu suas portas ao público no dia 21 de março de 2006. Em seus três primeiro anos de funcionamento mais de 1.600.000 pessoas já visitaram o espaço, consolidando-o como um dos museus mais visitados do Brasil e da América do Sul.

O Museu contou com uma equipe de criação e pesquisa composta por mais de trinta profissionais qualificados, dentre eles sociólogos, museólogos, especialistas em língua portuguesa e artistas que trabalharam sob a orientação da Fundação Roberto Marinho, instituição conveniada ao Governo do Estado de São Paulo responsável pela concepção e implantação do museu.

Seu projeto foi avaliado em aproximadamente R$37.000.000,00 (trinta e sete milhões de reais) que foram usados para financiar a criação, pesquisa, implantação do museu e restauro do Prédio da Estação da Luz. O projeto arquitetônico é de autoria de Pedro Mendes da Rocha e Paulo Mendes da Rocha.

O Museu da Língua Portuguesa, dedicado à valorização e difusão do nosso idioma (patrimônio imaterial), apresenta uma forma expositiva diferenciada das demais instituições museológicas do país e do mundo, usando tecnologia de ponta e recursos interativos para a apresentação de seus conteúdos.

Desde agosto, acontece a Exposição da obra do poeta Fernando Pessoa. Lá, é possível ter acesso a obras originais e digitalizadas do poeta. Infelizmente o espaço não pode ser fotografado com flash e, sem, as fotos não ficam legais.
 
Durante o percurso, conhecemos a Catedral da Sé . É muito linda e acolhedora. Senti uma paz interior ao entrar no templo.


A Catedral Metropolitana de São Paulo ou Catedral da Sé, localiza-se na Praça da Sé, no centro da cidade de São Paulo. É um dos cinco maiores templos neogóticos do mundo. A catedral é o templo principal da paróquia de Nossa Senhora Assunção e São Paulo, criada em 10 de agosto de 1591





Seguimos para o Museu do Ipiranga. Impressionante o arcevo relaiconado à Independencia do Brasil e a história de São Paulo. Impoosível não parar, ler e apreciar cada espaço, cada sala.

O Museu Paulista da Universidade de São Paulo, conhecido também como Museu do Ipiranga ou simplesmente Museu Paulista, é um museu brasileiro localizado na cidade de São Paulo, sendo parte do conjunto arquitetônico do Parque da Independência. É o mais importante museu da Universidade de São Paulo e um dos mais visitados da capital paulista. É responsável por um grande acervo de objetos, mobiliário e obras de arte com relevância histórica, especialmente aquelas que possuem alguma relação com a Independência do Brasil e o período histórico correspondente. Uma das obras mais conhecidas de seu acervo é o quadro de 1888 do artista Pedro Américo, "Independência ou Morte".






Em cada exposição, retomávamos o momento histórico que o Brasil viveu e a importância para a nossa atualidade!

E enquanto isso, no meu Sertão maravilhoso, ouço a notícia dos eventos poéticos. Um deles, o lançamento dos livros de Dedé Monteiro e Gonga. Ainda bem que voltei a tempo e prestigiarei o Lançamento em Tabira dia 28.
Veja o convite:



domingo, 9 de janeiro de 2011

DEDÉ MONTEIRO LANÇA LIVRO EM AFOGADOS DA INGAZEIRA 


Dia 06. 20h.  Afogados da Ingazeira recebe o poeta Dedé Monteiro para lançar o seu 4 º livro: " Meu quarto   baú de rimas". O livro, com poemas inéditos, tem feito sucesso. Em Afogados, o lançamento foi organizado por Alexandre Morais e Dr. Lúcio. O público surpreendeu a todos e, mais uma vez, Dedé  brilhou entre o versos e a vontade de lê-los de cada leitor apaixonado pelo que nosso grande poeta escreve.
Confira as fotos muito bem registradas pelo fotógrafo Claudio Gomes: