Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

sábado, 29 de março de 2014

Dedé Monteiro...

HOMENAGEM DO POETA DEDÉ MONTEIRO AOS 50 ANOS DE BREJINHO 

O BERÇO DO PAJEÚ

  Pequenino e vestido de esperança,
Sob as bênçãos de São Sebastião,
No regaço da Serra da Balança,
Nasce o Rio mais doce do Sertão!

Pelo inverno, em firulas de criança,
Serpenteia, encantando a região.
Mas, depois, vira poços, já não dança,
Co’a chegada malvada do verão.

Tu, Brejinho, que és berço verdadeiro
Desse Rio querido e Feiticeiro,
Maltratado e ferido a olho nu;

Tu que és pai de quem sofre essa agonia,
Pede aos filhos do Chão da Poesia
Que não deixem morrer teu Pajeú!
Dedé Monteiro
Tabira, março/2014

Nenhum comentário: