Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

domingo, 16 de junho de 2013

Saudade não mata...Inspira...

Transformei o meu peito em moradia
Pra te ver se mudar completamente,
Fiz limpeza, aqueci o ambiente,
Caprichei no castelo que eu fazia.
Porém não vi durar tua estadia
No aconchego de amor que’u tinha feito,
Tinha tudo pra ser tudo perfeito,
Mas a porta da casa está trancada
E A SAUDADE DE TI JÁ FEZ MORADA
NO OITÃO DA PAREDE DO MEU PEITO.
                       
Sem reservas te fiz meu morador,
Não cobrei um centavo de aluguel,
Sem contrato assinado no papel
Confiei cegamente em teu amor.
Foste embora, esta casa está sem cor,
Morador de outra forma eu não aceito
A saudade chegou pra ter direito,
Contra ela eu não pude fazer nada
A SAUDADE DE TI JÁ FEZ MORADA
NO OITÃO DA PAREDE DO MEU PEITO.

E tentando expulsar essa infeliz
Que atormenta meu corpo a toda hora,
Deixei claro dizendo: Vá embora!
E foi essa a besteira que eu fiz...
Foi forçando que vi criar raiz...
Ficou firme, arrancar não tem mais jeito,
Lutar contra não surte mais efeito
É melhor eu ficar acostumada
QUE A SAUDADE DE TI JÁ FEZ MORADA
NO OITÃO DA PAREDE DO MEU PEITO.
                   Elenilda Amaral


Nenhum comentário: