Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

sábado, 11 de maio de 2013

Poeta José Adalberto

Agora uma bela homenagem as mães feita pelo grande José Adalberto, do "Ventre Imortal da Poesia"


MINHA HUMILDE HOMENAGEM A VOCÊS, QUERIDAS MÃES!

MÃE

Se eu transformasse palavras em flores
Pra todas as vezes que abrisse a boca 
Um hálito com pétalas de todas as cores
Formasse o seu nome, a graça “era” pouca.

O seu cheiro sim, me consola as dores
Desde aquela época, que eu usava touca
Mas mesmo que a ordem mudasse os fatores
Seria só mágica, minha intenção louca.

Mãe, o seu amor é como um óleo santo
Que me unge a alma, todo tempo, tanto
Que já nem sei mais se algum Dia é seu.

Então, o que faço com as mãos vazias
Pra brindar as suas, se todos os dias
Você passa o dia dedicada ao meu?

Zé Adalberto "Do Caroço do Juá".

Nenhum comentário: