Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Mais um BELAS TARDES DE VIOLA


Ontem, dia 28 de abril aconteceu mais uma edição do “Belas Tardes de Viola”, no Bar do Arroz, organizado pelo poeta Zé Carlos do Pajeú. A grande cantoria contou com os repentistas Raimundo Caetano e Rogério Meneses, além da declamadora apaixonada Pepita Lins, a “poetisa da saudade”, que é hoje uma das poetisas mais atuantes. 

A dupla, cantando no Mote de George Alves, nos presenteou com os belos improvisos:

Sem saber o que foi felicidade
Eu passei muitos anos no planeta
Minha vida tristonha, horrível, preta
Esquecido do povo da cidade
Minha cara só tinha uma metade
O meu peito ferido, alma ferida
E minha cara que tava dividida
Com uma nova metade eu inteirei
Deu trabalho demais, mas encontrei
Uma cara metade em minha vida
Rogério Meneses

Ela é das mulheres mais fieis
Ela sabe acalmar meus pesadelos
Ela sabe alisar os meus cabelos
Precisando ela lava até meus pés
Eu que sempre vivi nos cabarés
Envolvido em cigarro e em bebida
Namorando mulher prostituída
Que não somo o dinheiro que gastei
Deu trabalho demais, mas encontrei
Uma cara metade em minha vida
                                               Raimundo Caetano

                                                    Rogério Meneses e Raimundo Caetano


E da nossa "joia" declamadora, um dos apaixonados trabalhos:

SONETO DA LUA

Nesta ânsia de tanto te querer,
Vou viver sem temer fatalidade.
Nada mais me fará enlouquecer,
A não ser esta dor... esta vontade


De querer-te pra mim mais um pouquinho,
Mesmo sendo difícil o nosso amor...
Não há nada que encurte esse caminho
Que nos unem: paixão, luz e calor.

Mesmo assim sem querer ser sempre tua, 
Vivo eu tão sozinha como a lua
Qual espera por mais um anoitecer.


Eu te espero meu bem... só com vontade
De matar totalmente esta saudade
Qual me mata na falta de você...


Eu te espero meu bem... só com vontade
De matar totalmente esta saudade
Qual me mata na falta de você...


Pepita Lins


                                                                     Poetisa Pepita Lins

                                              Pepita apaixonando a plateia com sua declamação

                                   Mestre Dedé Monteiro e a poetisa Pepita Lins

Nenhum comentário: