Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

domingo, 26 de dezembro de 2010

III PAJEÚ EM POESIA:  UMA NOITE IMENSAMENTE CULTURAL

Uma noite de Natal. Um evento que mexeu com a alma do sertanejo, do amante da poesia popular! Assim aconteceu o III Pajeú em Poesia em Afogados da Ingazeira! Aos poucos, a Casa de Eventos Beto Show abriu espaço para o público que, ansiosamente, aguardava o momento poético. Enquanto isso, Edierck José, com o melhor da música, recebia os poetas, os admiradores da cultura popular.
Este ano, Dedé Monteiro - poeta tabirense, Mestre da poesia - era o homenageado. Quantos versos inspirados foram ditos pelos poetas violeiros: João Paraibano, Diomedes Mariano, Sebastião Dias. Os poetas declamadores: Dudu Morais, Zé de Mariano,  Chico Pedrosa, Felipe Júnior, Júnior Guedes, Gonga Monteiro e muitos outros que prestaram homenagem ao poeta Dedé Monteiro, declamando diversos poemas.
Organizado por Alexandre Morais ( jornalista, poeta e defensor da cultura pajeuzeira), o III Pajeú em Poesia foi campeão de público e proporcionou a confraternização da poesia sertaneja. O encontro entre poetas e admiradores. O encontro da rima, do verso com a inspiração. Toda a emoção da noite foi muito bem registrada pelo fotógrafo Claudio Gomes.

Alexandre Morais ( idealizador do Evento), Paulo Henrique ( neto de Dedé Monteiro),
Dedé Monteiro ( homenagado da noite)
Zé de Mariano ( poeta tabirense)
Albino Pereira ( poeta tabirense)

Dr. Lúcio ( Promotor de Justiça e poeta)

Chico Pedrosa ( poeta)

Gonga Monteiro ( poeta tabirense e irmão de Dedé Monteiro)

Júnior Guedes ( poeta tabirense e sobrinho de Dedé Monteiro)

Paulo Monteiro ( poeta tabirense e irmão de Dedé Monteiro)

Dudu Morais ( poeta tabirense)

Felipe Jr. ( poeta egipciense)

Edierck José ( músico afogadense)

Violeiros Sebastião Dias ( Tabira), João Paraibano e
 Diomedes Mariano ( Afogados da Ingazeira)

( Uma parte do público presente)


 Katarina e Alexandre ( filha e genro de Dedé Monteiro)

 Nós: Eu e Jackson

Inês e Beta ( irmãs de Dedé)
Fotos: Cláudio Gomes

2 comentários:

Colcha de Retalhos disse...

Fiquei morrendo de inveja,
Mas foi de inveja sadia,
Pois ver esse grande evento
Era o que eu muito queria.
O quarto eu não vou perder,
Tudo farei para ver
Pajeú em poesia.

Anônimo disse...

Parabéns pelo Blog Verônica. Um espaço delicioso.
Cicero Cavalcanti.