Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Geraldo Amâncio

Um ouvinte me pega de surpresa,
num bilhete mandou o seu recado,
que o poeta é um advogado
defendendo os lamentos da pobreza,
ele canta o poder da natureza
o inverno, a chuva e o torreão,
terra seca, o roçado e o verão,
pensa, toca, se inspira, canta e cria.
Se não fosse a viola o que seria
dos lamentos do povo do sertão.
                                                                          ( Geraldo Amâncio)

2 comentários:

Anônimo disse...

E viva o poeta, a poesia e o repente!!
Bom demais o verso.
Mõnica Mirtes

Maviael Melo disse...

Se não fosse a viola o que seria
Uma noite de lua encantada
A cabocla sorrindo na calçada
Encantada com o vate e a poesia?
Em o repente como ele brotaria
Um galope, um martelo ou um baião?
A saudade do peito em um refrão
E os vates poetas cantadores
Testemunhas dos sonhos e das dores
Dos lamentos do povo do sertão

Maviael Melo