Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

segunda-feira, 28 de junho de 2010

ZÉ MARCOLINO, SE VIVO FOSSE, COMPLETARIA HOJE 80 ANOS


Hoje, se vivo fosse, o poeta, cantor e compositor Zé Marcolino faria oitenta anos de idade. José Marcolino Alves integra a seleta categoria dos grandes nomes da música nordestina. Na carreira de Luiz Gonzaga teve uma importância fundamental, pois foi naturalmente o sucessor de Zé Dantas que morreu precocemente aos 41 anos em 1962.

Homem simples e grato, dizem que ao escutar pela primeira vez uma música sua gravada pela voz de Luiz Gonzaga, teria dito simplesmente: “matou-me!”. Tal como Zé Dantas, teve um punhado de músicas suas que passou a ter também a assinatura de Luiz Gonzaga.



Zé Marcolino é uma espécie de Euclides da Cunha dos sertões, este na literatura e aquele na poesia e na música. Não fica nada a dever a Zé Dantas nem a Humberto Teixeira, os parceiros mais famosos de Luiz Gonzaga.



O  mais interessante do seu trabalho foi a capacidade de produzir grandes baiões, um gênero que pouco a pouco está morrendo. Os baiões de seu Zé eram puros como os dos violeiros. Nada de baião cantado em ternário ou quaternário!



Muito bonita a homenagem que lhe foi prestada pelos proprietários da casa de forró chamada Sala de Reboco, nome do seu xote mais famoso.



Dizia esse grande compositor: “gosto que as pessoas de bom gosto escutem a minha música. É para elas que eu canto”. Fique sossegado, poeta, apesar da esculhambação do gênero que você abraçou, a coisa ruim vai passar e a sua grande música permanecerá.
Fonte: Umas e Outras - Uma coluna de Abílio Neto ( Besta Fubana)

2 comentários:

um que tenha disse...

Mas menina, o Google me arrastou até aqui. Ainda bem que você registrou as minhas frases porque da Besta Fubana elas desapareceram. Fico muito grato a você. Bjs

Abílio Neto

um que tenha disse...

Cara Verônica, hoje recebi a notificação de que o meu comentário foi publicado em seu blog, e hoje mesmo publiquei no Overmundo a minha homenagem ao poeta Zé Marcolino no ano do centenário de Luiz Gonzaga.

http://www.overmundo.com.br/banco/luiz-gonzaga-e-cemhomenagem-ao-poeta-ze-marcolino

Fique à vontade para reproduzi-lo. Obrigado!