Anucie sua empresa

Anucie sua empresa

domingo, 18 de abril de 2010

Hora da poesia...

POETA ZÉ DE MARIANO: O TABIRENSE QUE ESCREVE A NATUREZA


Não me importa se alguém diga
Que sou poeta rasteiro
Que só falo em marmeleiro,
Jurema preta e urtiga.
Quem não quiser não me siga,
Não fico contrariado.
É que eu fui contaminado
Com a virose da pureza,
Pra não fugir da beleza
Do lugar que fui criado.

Nenhum comentário: